Livros
11 out 2016 • Por Giu Menezes

O Mar de Monstros, de Rick Riordan

Esse é o segundo livro da série “Percy Jackson e os Olimpianos” e pode conter spoilers do primeiro. Para ler a resenha de “O Ladrão de Raios”, clique aqui.

Depois de descobrir que é um semi-deus – filho de um deus grego e uma humana – e que seu pai não basta ser um deus, mas é Poseidon, um dos três grandes; de ter um ano maluco em que foi perseguido por monstros que jamais imaginava existir;  de ter sido acusado de roubar o raio-mestre de Zeus e; de sua expedição até o Hades ter terminado por lá mesmo, Percy Jackson acha que pode voltar a ter um pouco de normalidade, iniciando um ano em mais uma escola nova. Mas ele deveria saber que as coisas não seriam tão fáceis assim.

mardemonstros_01

Sonhos de semi-deuses costumam ser avisos sobre coisas que podem estar acontecendo ou que vão acontecer e, em um dia, Percy acorda depois de um sonho maluco em que seu melhor amigo, o sátiro Grover, está fugindo de alguma coisa aterrorizante e ele não pode parar por nada. Percy não via Grover há mais de um mês, desde que o amigo saíra sozinho em uma missão da qual nenhum sátiro jamais voltara.

Quando volta ao Acampamento Meio-Sangue, carregado de sonhos e de um convidado bem inusitado que Percy ainda não descobriu sua relação com ele, os campistas descobrem que o pinheiro de Tália está morrendo e isso pode prejudicar toda a proteção do acampamento. A única solução encontrada é partir em busca do Velocino de Ouro, o único artefato mágico que pode recuperar o pinheiro e a proteção do local, pelo Mar de Monstros – que o nome já define bem o que eles encontrarão por lá. Isso somado ao desaparecimento de Grover, que Percy acredita estar relacionado ao envenenamento da árvore e a Luke Castellan, o semi-deus filho de Hermes que se voltou contra o Ollimpo.

mardemonstros_02

De todos os livros da séries “Percy Jackson e os Olimpianos”, esse foi o que menos gostei. Achei cansativo, muita leitura e pouco acontecimento, tanto que alguns fatos não gravaram na minha cabeça e quando fui lendo o resto da série, precisava voltar se referenciavam algum momento de “Mar de Monstros”. Não sei, acho que nesse livro o autor deu uma viajada, mas ainda assim não dá pra largar sem saber o que vai acontecer no final. Acredito que a trama que envolve a série toda é o que mais prende, por isso continuei lendo para saber o que acontecia, afinal, pular o segundo livro de uma série de cinco não dá, né? haha

Apesar de estar um ano mais velho, Percy parece mais novo que no primeiro. Mais inconsequente, mais desesperado e sem prestar atenção às pessoas a sua volta. O fim é surpreendente, mas me incomodou um pouco porque eu não esperava que isso acontecesse, devido a toda história que criaram por trás dessa personagem específica. Lembro de ter lido esse livro em um ritmo mais lento que os outros da série – e eu li duas vezes. Ainda assim, a escrita do Rick Riordan é leve e acaba fluindo bem, sem ficar cansativa.

O que vocês acharam desse livro?

Beijos! =)

Comente pelo Facebook
Escreva seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.