Livros
24 out 2016 • Por Giu Menezes

Espada de Vidro, de Victoria Aveyard

Esse é o segundo livro da série “A Rainha Vermelha”. Para ver a resenha do primeiro, clique aqui.

espadadevidro_02

“Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.”

espadadevidro_01

Sinopse

Depois de se passar por uma prateada, de se juntar à Guarda Escalarte, de se envolver não com um, mas com os dois príncipes de Norta e de ser traída por um deles, Mare consegue fugir do palácio e ainda leva Cal a tiracolo. Um prateado no meio dos revolucionários é um perigo, mas não havia como deixar o príncipe exilado, acusado de matar o próprio pai, para trás. Mare sabe que Maven vai caçar os dois e a segurança de Cal importa tanto quanto a dela. Junto à Farley, Kilorn e outros membros da Guarda, eles são levados para um lugar seguro, longe do alcance de Maven, mas não por muito tempo.

Mare está ciente de que o novo rei tem a mesma lista que ela: vermelhos com poderes prateados espalhados pelo país, que podem nem saber ainda de seus poderes. Enquanto ela quer salvá-los, Maven quer destruí-los, para que mais ninguém saiba de sua existência. Em uma corrida contra o tempo, a garota elétrica consegue poucos, mas bons aliados, inclusive Cal, que não se entrega à causa vermelha, mas nutre o desejo de vingança contra o irmão e a mãe dele, a impiedosa rainha Elara. Além disso, a relação do príncipe e de Mare não é tão bem esclarecida assim, no entanto, um não consegue deixar o outro, ao mesmo tempo que Mare não consegue se desligar do garoto que Maven era – ou fingia ser. Em busca dos sanguenovos desconhecidos, eles tem que se esconder do reino enquanto treinam e planejam o recrutamento desses vermelhos superpoderosos. Mas a que preço da sua sanidade, Mare vai conseguir se manter entre a linha tênue do que é necessário fazer e do que pode torná-la o monstro que Maven diz que ela é?

espadadevidro_03

Se em “A Rainha Vermelha” eu demorei umas 100 páginas para engatar a história e entender o que estava acontecendo, em “Espada de Vidro” a pegada foi totalmente diferente! O livro praticamente voou para mim, quando me dei conta já estava no fim! Um capítulo mais emocionante e mais instigante que o outro. Cenas que eu imaginava que aconteceriam mais para o final, foram aparecendo no meio e surpreendendo cada vez mais. Além disso, achei que neste livro o lado escuro das personagens foi mais explorado, sem ficar nas entrelinhas – quem era ruim, começou a se mostrar pior, e os bonzinhos trouxeram seu lado sombrio à tona também.

A narrativa ainda é da perspectiva de Mare, em primeira pessoa, e a história ainda gira na revolução, sem se apegar muito ao romance. Apesar de agora ter mais cenas que despertam sentimentos, dá para entender o afastamento e as reações de algumas personagens. Nem chega a dar raiva como aconteceria em outros livros, haha.

espadadevidro_05

Não vejo a hora de ler o terceiro, porque o final do segundo foi algo que eu jamais imaginava, ou esperava que fosse acontecer! Aliás, acho que ninguém, no caso! “King’s Cage” tem previsão de estreia simultânea no Brasil e nos EUA para fevereiro de 2017. Dá para adiantar o relógio?

O que vocês acharam?

Beijos! =)

Comente pelo Facebook
Escreva seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.