Viagens
02 maio 2016 • Por Giu Menezes

Série Orlando: Hollywood Studios

Um dos meus parques preferidos do complexo Disney é o Hollywood Studios. Tanto que, mesmo ele sendo o menor, eu incluí ele na lista de parques a visitar quando voltei a Orlando em 2014. Eu apenas não podia deixar de ir, afinal o tema, como o próprio nome diz, é sobre filmes e, na minha humilde opinião, os melhores cenários estão lá! Ele é o antigo MGM Studios e mudou de nome em 2008, mas sempre vale uma visita, independente de você nunca ter ido, de ter ido antes de 2008 ou depois da mudança!

disney_24

Entrada do Hollywood Studios

Por ser o menor parque, há de se pensar que o Hollywood Studios seja rápido de conhecer. De fato, se você apenas for caminhar e ir nas atrações rápidas, em meio período dá para fazer isso e depois ir embora para outro parque. Mas, ele tem muitos shows com hora marcada, e vários são dignos de assistir! Então, para aproveitar tudo ao máximo, acho que é ideal perder um dia nele, se você tiver com folga no seu planejamento de viagem (confesso que as duas vezes que visitei o parque, fiquei apenas meio período).

Atrações que gostei:

disney_25

The Twilight Zone Tower of Terror: um hotel bem simpático, não?

disney_26

Interior do hotel

The Twilight Zone Tower of Terror: se eu pudesse dizer uma palavra sobre essa atração seria: VÁ! Sério, eu não sou muito adepta de brinquedos estilo Torre do Hopi Hari, mas a Tower of Terror, como todos os brinquedos da Disney, vai muito além do objetivo final da atração. Primeiro a fila é em um hotel abandonado que tem como história uma família que estava hospedada no hotel e durante uma tempestade de raios ficou presa no elevador e desapareceu. Tudo isso contado com um cenário temático impressionante que quase te dá arrepios! Ao entrar no elevador, não é uma simples subida e super queda, tem todo um caminho que o carrinho faz, imagens diferentes… Até chegar no ponto de subida. Ah, outro detalhe, é possível que se você for mais de uma vez, as quedas sejam diferentes 😉

disney_27

Rock’n Roller Coaster Starring Aerosmith: mais uma vez, como toda atração Disney, essa já te ganha por fora, com uma guitarra gigante! haha Para quem não entende inglês, a introdução do brinquedo pode passar batido, mas resumindo você está no estúdio do Aerosmith e o empresário deles entra dizendo que eles estão atrasados para o show. Para não deixar os convidados de fora, eles arrumam uma limousine para levar todo mundo ao show também. A limousine, como é de se esperar, é o carrinho da montanha-russa, que viaja por Los Angeles à noite com várias luzes de neon iluminado o trajeto! Dica: quando for, deixe a cabeça bem grudada no encosto, porque o arranque é forte!

Muppets Vision 3D: ok, nem todo mundo gosta dos Muppets, mas é um 3D divertido, bom para se você pegar chuva e quiser esperar passar ou se estiver cansado de andar… Não é imperdível, mas eu amo os Muppets! hahaha

Restaurantes:

Como em todos os parques, opções é o que não faltam! Eu comi em um fast food perto da Rock’n Roller Coaster, mas passei para conhecer o Sci-Fi Dine-In Theater, que é inspirado nos anos 50, com mesas no formato de conversíveis e que passa filmes de ficção científica. É bem diferente e uma opção interessante 😉

Atrações que perdi e gostaria de ter ido:

Beauty and the Beast live on stage: “A Bela e A Fera” (Beauty and the Beast, 1991) é meu filme favorito da vida, mas por uma questão de horários, não conseguimos assistir ao show… Ao chegar no parque, já pegue um Time Guide para ver os horários das atrações e não esteja do outro lado do parque quando a que quiser assistir estiver prestes a começar! Vale ir de novo ao Hollywood Studios só para assistir a esse espetáculo? haha

Fantasmic!: é o show de encerramento do Hollywood Studios. Dizem ser lindo, diferente de tudo que já vimos. Em algumas épocas do ano ele não acontece todos os dias, então é bom dar uma olhada antes para saber se o dia que você pretende ir acontece o show. Como o parque é pequeno e acabamos por completá-lo cedo, mais o cansaço que já vinha da viagem, acabamos indo embora antes do show… Mais uma vez, terei que voltar só pra isso! haha

Novidades:

disney_28

Antigo chapéu que ficava no final da avenida de entrada do parque

Muita coisa mudou desde a última vez que fui ao Hollywood Studios. Por exemplo, aquele chapéu de mágico icônico do Mickey já não faz mais parte do cenário do parque. Uma atração que eu gostava bastante também era uma de carros, que eles simulavam a gravação de um filme de ação e você via como eram feitas cenas de perseguição, de fogo, de água, tudo com carros e dublês. Não encontrei mais no guide da Disney, então acredito que eles tenham descontinuado essa atração.

Tudo isso porque há novidades no parque: com a compra da Lucas Film pela Disney, a gigante dos cinemas detém todos os direitos de Star Wars, inclusive seu primeiro filme da saga foi lançado em dezembro do ano passado. Sendo assim, é bem óbvio que a Disney faria algo temático da saga mais famosa das estrelas e o Hollywood Studios foi escolhido para isso. As novas atrações contam com Star Tours, um simulador que já inclui cenas de “Star Wars: O Despertar da Força” (Star Wars: The Force Awakens, 2015); Jedi Training, um treinamento Jedi para crianças; Launch Bay, que conta com pontos de foto, personagens e produtos do filme; entre outras. Para quem é fã, é um prato cheio!

disney_32

disney_29

disney_30

disney_31

No mais, o parque é uma graça, todo cheio de cenários temáticos, painéis com imagens de cidade que parecem uma continuação do seu caminho de tão reais que são… Vale muitas fotos, além de pontos estratégicos com fotos com personagens! O Pluto aparece por lá, o Pateta… O Mickey Mago estava lá e visitamos o camarim da Minnie! Tudo carregado de magia Disney, como não poderia deixar de ser 🙂

As barreiras policiais são de verdade, já os prédios...

As barreiras policiais são de verdade, já os prédios…

Engraçado dizer isso, mas um ano e meio depois da minha última visita ao Hollywood Studios, eu diria que estou bem desatualizada das atrações do parque, então se você foi há menos tempo e já pegou essas novidades, comenta aqui embaixo sua experiência! Nem preciso dizer que estou curiosa para ver tudo isso! 😉

Beijos! =)

Viagens
15 abr 2016 • Por Giu Menezes

8 destinos a menos de 200km de São Paulo para passar o fim de semana fora!

Interior, litoral ou montanha? Nada como começar a sexta com ideias de lugares para visitar, não acham? Também vale a pena pra se planejar para o feriado de semana que vem, então pensei em alguns lugares a menos de 200km de São Paulo, que dá para ir e voltar no mesmo fim de semana! 🙂 Alguns eu já fui, outros quero conhecer. Vamos juntos?

Interior:

Atibaia

atibaia

Pedra Grande

Parece piada e as pessoas que moram aqui vão achar que eu estou tirando com a cara delas, mas, gente, vamos encarar que Atibaia é uma cidade muito visitada nos finais de semana. A 50km de São Paulo pela Fernão Dias você chega em uma cidade do interior, mas com um clima mais descontraído. Como principal atração, tanto para quem gosta de esportes radicais quanto para quem curte vistas bonitas, temos a Pedra Grande, de onde pode-se pular de paraglider ou voar de asa delta. Para dicas de comida, é só visitar a tag Atibaia aqui do blog 😉 Ah, para quem está por aqui, vale dar um pulo nas cidades de Bragança Paulista, Piracaia e Nazaré Paulista que contam também com represas e marinas para passar o dia relaxando ou praticando algum esporte de água (mais uma coisa que eu, moradora da região, ainda não fiz hahaha)!

Boituva

boituva

Cidade próxima a Sorocaba, a 121km de São Paulo pela Castelo Branco, a cidade é conhecida principalmente por ser a capital do paraquedismo. Tem também, para quem quer voar de maneira menos radical, passeios de balão. Meus tios moram lá e já fui várias vezes, mas nunca fiz nenhum dos dois esportes. Quem sabe um dia, né? hahaha A cidade é bem pequena, dá para conhecer rapidinho – e tem um sorvete muito bom na praça da rodoviária. É legal de aproveitar e conhecer as cidades próximas, como Itu e Sorocaba.

São Roque

saoroque

Estação de esqui

Essa não conheço, mas já ouvi falar muito! A cidade está a 60km de São Paulo, indo pela Castelo Branco ou Raposo Tavares e é conhecida pelos patrimônios históricos, pelo roteiro do vinho e pela estação de esqui! Para quem curte História, o Brasital Cultural ocupa uma área verde de 100.000m² com prédios datados de 1890. Antes era uma indústria têxtil, mas hoje abriga a biblioteca municipal e um centro cultural. Já os amantes do vinho contam com um roteiro especializado contando com três vias, sendo a mais famosa a Estrada do Vinho, com vinícolas que podem ser visitadas, como a Vinícola Góes. E, para quem curte um esqui, não pode deixar de visitar o Ski Mountain Park, que recriou dentro do possível, uma estação de esqui com direito a trenzinho e tudo!

Litoral:

Guarujá

guaruja

Praia das Astúrias

Pulando um pouco para o litoral do estado, opções é o que não faltam! Já fui para várias cidades de praia por aqui e tenho algumas preferidas, além de várias que não conheço. Fui para o Guarujá, a 86km de São Paulo, há muitos anos e gostei porque as praias eram relativamente calmas, planas, e com uma infraestrutura boa para quem gosta de chegar, largar o carro e fazer tudo a pé! Gostei muito da praia das Astúrias quando fui, mas a Pitangueiras era mais agitada, além de ter um centro comercial maior, com vários barzinhos na orla. Como faz muito tempo que fui, se alguma coisa mudou e alguém souber, deixa as dicas nos comentários 😉

Maresias, em São Sebastião

maresias

Fui para a praia de Maresias uma única vez para passar o dia e minha primeira impressão não foi das melhores. A praia é de tombo, e para alguém desastrada como eu, já imaginam a quantidade de capotes que levei em um único dia, né? hahaha Mas, é uma das praias mais famosas e badaladas do litoral de São Paulo, o que pode ser um ponto decisivo para quem gosta de aproveitar o mar durante o dia e sair à noite. A famosa balada Sirena que sempre conta com aparições de famosos e gente badalada fica lá, então fica de dica para você que curte! Quem sabe eu ainda não dou outra chance para a praia né… O acesso à praia de Maresias é pela Rodovia Rio-Santos e fica a 198km da capital paulista!

Ubatuba

ubatuba

Praia das Toninhas

A famosa “Ubachuva” é uma das cidades com mais praias no estado. Se não me engano são mais de 40 e, obviamente, não conheço nem um terço delas, haha Mas, as que visitei, gostei e tenho vontade de conhecer outras. Tem praia para quem gosta de agito, como a Praia Grande, sempre cheia; para quem prefere ficar em uma calmaria boa, como a Praia das Toninhas; e até praia para surfistas, como Itamambuca. Já ouvi falar de várias, como Prumirim, Praia Vermelha, entre outras, algumas com acesso por trilhas, outras até mesmo somente de barco. Diria que é uma cidade bem democrática, mas o que eu vejo de desvantagem é que em Ubatuba, você depende muito de carro para ir de uma praia a outra ou ao centro – e se pagar trânsito na rodovia, não tem por onde escapar. O centro da cidade é bem gostoso e já comi em lugares bons e baratos.

Montanha:

Campos do Jordão

camposdojordao

Vista para a cidade do Morro do Elefante

Já falei de Campos aqui no blog, então corre lá para ver todas as impressões que tive da cidade 🙂 É bem gostosa para um fim de semana, e se estiver friozinho parece que dá para aproveitar mais ainda! Fuja dela em feriados e no inverno mesmo – apesar de contar com o Festival de Inverno em julho, a cidade fica muito mais cara! A 172km de São Paulo, o acesso fica pela Dutra, então melhor mesmo evitar em feriados para não ficar no trânsito também!

Monte Verde

monteverde

A cidade já fica no Estado de Minas Gerais, mas é tão rapidinho chegar, que você nem percebe! Indo pela Fernão Dias, é coisa de 160km e está lá! Nunca visitei a cidade, mas já ouvi tanto falar que morro de vontade! Dizem que é uma Campos do Jordão menor – e mais barata. O centro é pequeno, mas charmoso; a cidade é ótima para comer e descansar e, para quem gosta de esportes é possível fazer trekking pela Serra da Mantiqueira!

E aí, quem mais ficou com vontade de fazer as malas e passar um fim de semana fora? Ah, peguei São Paulo como ponto de referência por ser a capital, mas, para quem mora em cidades próximas, as distâncias desses destinos variam tão pouco que ainda compensa ir! Partiu? 😉

Quem tiver mais dicas sobre essas e outras cidades legais de turismo mais baratinho, deixa aqui nos comentários!

Beijos! =)